quarta-feira, 3 de julho de 2013

De Bem Com Você, a Entrevista


O resultado da entrevista, digitarei agora. Leia como foi o diálogo (corrigido e resumido), começando com a abertura: "E de volta com o nosso segundo bloco, com um programa bem especial. Principalmente você que quer entrar na área da moda, tem aquele sonho de ser um estilista famoso, criar sua própria grife. O meu entrevistado de hoje é o William Diego. Ele que é de São José do Rio Preto, vai contar um pouquinho pra gente".
___________________________________________________________________

video

1. Da sua arte, fala um pouco de você, como você começou nessa área da moda, a gostar de moda. Fala um pouco do seu início. Principalmente para as pessoas de casa. Da sua idade; um jovem da sua idade que gosta de fazer moda e quer começar. Como foi o seu começo? Explica um pouco pra gente, pra esse público maravilhoso de casa que está nos assistindo.
R.: Primeiro eu queria agradecer a você, ao público de casa também. É uma honra estar aqui no seu programa. Então, a minha carreira começou curiosa. Quando eu era "bonitinho" fui modelo. O desenho foi com relação à escola, fazia trabalhos escolares, desenhava.
2. Aí foi nascendo o dom. Como que foi na moda? Você gostar de moda, de começar a desenhar roupa. Você se inspirou em algum estilista famoso? Como foi que começou?
R.: A minha ideia de seguir na carreira foi em 2005, quando eu resolvi juntar as duas coisas. Já que eu tinha um pouquinho de facilidade pra desenhar, e um conhecimento sobre a área de modelo e passarela, foi onde decidi seguir a carreira como designer de moda.



3. Que legal William. Na sua cidade, você acha que pra você é fácil? Você tem alguma dificuldade com relação à isso? Digamos assim, pra criar e desenvolver um trabalho tem esse público pra você mostrar o que você faz? É difícil pra quem está começando? Porque eu tenho 25 anos de carreira, de trabalho, desenhando roupas e criando vestidos. Eu sei que todo o começo é muito difícil, porque eu comecei no sítio. Mas a história não é comigo, quero saber de ti. Como que é o seu dia-a-dia, por exemplo, você tem dificuldades com relação à isso?
R.: Bastante! Porque em geral o público compra de marcas grandes. Sofre certo preconceito. A população da própria cidade não reconhece os estilistas que tem em seu município. Procuram grifes famosas e não procuram o talento desses profissionais.
Digamos que quem faz sucesso são as grandes grifes e estilistas famosos que já tem um nome. Mas olha que interessante gente... Como a mulher tem ou teve o seu primeiro sutiã e não esquece jamais, o William Diego tem o seu primeiro vestido. Ele desenvolveu digamos um logo, uma apresentação. Desenhou e confeccionou.


4. Segunda-feira, o William fez o maior sucesso na Band, já vestiu a Gisele Gontijo que logo faremos um making of na emissora, mostrando um pouquinho da minha participação no programa e como é gravado o Super Útil. Fala pra gente William, como foi vestir uma apresentadora famosa como a Gisele Gontijo que é uma gracinha de pessoa? E deu a sua obra, o vestido no corpo dela. Conta pra gente sem medir palavras. O que você sentiu? Qual foi a sensação?
R.: Não acreditei, foi um sonho! Como se o vestido tivesse criado vida!
5. Olha que bacana inteligente a sua resposta. Isso é legal! William, você sofre algum tipo de preconceito? Gente, nada contra, mas estilista é uma profissão que sempre surge aquele preconceito. Estilista é afeminado, é gay. Acontece muito isso! Você sofreu ou sofre algum tipo de discriminação, por ser hétero e gostar de moda, de desenho? Acontece muito contigo ou não?
R.: Acontece. As pessoas duvidam da minha sexualidade. Ficam com fofoquinha. Mas uma coisa que eu aprendi na vida é não abaixar a cabeça pra esse tipo de pessoa. Crítica sempre vai ter, é natural e tem que viver com isso.

video

6. Qual é o conselho que você daria a esse jovem de casa, que gosta da moda, e de repente sofre ou tem medo de desenvolver essa arte? Que conselho você deixaria a esse jovem ou a esse público que está assistindo, que gostaria de fazer o mesmo que você faz? Ele tem também uma etiqueta. Muito bacana a apresentação dele, porque tem a foto e dois unicórnios. É uma pessoa que já começou grande. Uma ótima apresentação, porque eu acredito que a apresentação é tudo. Não adianta nada ter um pacote maravilhoso e um conteúdo vazio. No seu caso, você não se preocupou também só com essa parte da apresentação, mas com a proposta de um vestido bonito. O vestido que você desenhou é um vestido bonito, muito clean (simples). É legal esse tipo de apresentação, mas voltando a pergunta.
R.: Não desista. Corre atrás, não liga com as críticas. Tem gente que vai tentar te colocar pra baixo. Então não liga! A pessoa quando critica, significa que ela não chegou a lugar nenhum. Se ela está criticando, é porque ela não é nada. A pessoa que dá motivação pode ver que ela é bem consciente.



7. E como a pessoa te acha William Diego? Você tem Orkut, Twitter e e-mail? Passa aí pra gente. Como encontra o William Diego? Deixa um contato seu, pra finalizar esse bloco.
R.: Meu Orkut é meio complicado de achar, mas vou falar à comunidade que está apenas William Diego. É só me procurar lá e me adicionar. Meu e-mail é "williamdiegoproducoes@hotmail.com".
William, quero agradecer você. Sucesso! Muito legal receber você principalmente para esclarecer algumas dúvidas. Gostaria de saber muitas coisas sobre ti, e tenho certeza que você estará aqui no programa novamente. E poder brindar esse público maravilhoso!


Por ter sido a minha primeira entrevista numa televisão, até que fui razoavelmente bem, tirando obviamente os inúmeros erros de português e o nervosismo. Fora isso, considero-me muito corajoso. Afinal, sou extremamente tímido!

Nenhum comentário:

Postar um comentário